Categorias
#écoisademulher

A Rainha das Américas. Chica da Silva

Todo mundo lembra de Chica da Silva pelas novelas, filmes e até pela lenda em torno de sua figura. Mito, figura folclórica… Francisca da Silva de Oliveira foi uma mulher que quebrou padrões em uma época que isso era quase impossível.

Ela transcendeu de sua condição de escravizada para se tornar liberta e um membro da alta sociedade. Chica precisou provar a todos que pertencia tanto quando eles àquele lugar.

A história de Chica da Silva se confunde com o mito em torno dela. Muitas vezes manchado por quem contava.

Chica da Silva era filha do português branco Antônio Caetano de Sá, que, segundo as poucas informações, era capitão. Por sua mãe, Maria da Costa, ser escrava, Chica da Silva também nasceu nessa condição.

Foi comprada, aos 22 anos, pelo desembargador João Fernandes de Oliveira, contratador de diamantes que havia chegado na cidade de Arraial do Tijuco, em 1753. Logo após, ela foi alforriada e foi viver com João Fernandes, embora não fossem casados oficialmente.

Chica conviveu com ele por 15 anos e, nesse período, teve 13 filhos, 4 homens e 9 mulheres, todos registrados como sendo filho de João Fernandes, o que era bastante incomum pra época.

A escrava que virou rainha

Chica da Silva tem, entre lendas e fatos, uma fama que, hoje com mais informações sobre ela, está sendo desconstruída.

Ela era descrita como sendo uma mulher com um incontrolável apetite sexual, que esbanjava sensualidade e que tinha um poder fora do comum de deixar todos os homens a seus pés.

Essa narrativa, carregada de preconceitos de raça e de gênero, serviu para perpetuar uma imagem negativa, não apenas de Chica, mas de todas as mulheres negras como “mulatas sensuais.”

Mesmo após a separação do casal, quando João Fernandes retornou a Portugal, Chica da Silva gerenciou as posses do marido de maneira exemplar. Suas filhas foram educadas com prendas domésticas e música.

Chica da Silva ficou conhecida por ter saído de uma condição de escrava, que poucos saiam, e virar uma dama da alta sociedade mineira. Viveu em excessos e no alto luxo que o seu casamento, embora não oficial, pôde entregar.

Quer saber mais sobre Chica da Silva?

📙 Livro Chica da Silva. O Romance de Uma Vida Por Joyce Ribeiro

São muitos os motivos que tornam Chica da Silva, mulher distante de estereótipos, tão relevante até os dias de hoje. Sem nenhum talento para queixar-se ou chorar pelos cantos, fosse qual fosse a dificuldade, ela seguia em frente, altiva. Não se deixava derrubar nem demonstrava sofrimento, por mais que se sentisse massacrada ou esmagada por dentro. Sua missão foi sempre viver da melhor forma, de cabeça erguida, enfrentando o que fosse necessário, e principalmente acreditando em si mesma. 

🎥 Filme Xica da Silva de Cacá Diegues:

💻 Vídeo do canal Guasca Tur mostrando o casarão onde Chica da Silva morou:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *